De virada, Brasil vence Sérvia e enfrenta Itália na final

Publicado em: 05/08/2017 13:29

A seleção brasileira feminina de vôlei está na final do Grand Prix. Neste sábado (05.08), o Brasil venceu, de virada, a Sérvia pela semifinal por 3 sets a 1 (20/25, 25/23, 25/14 e 25/23), em 1h50 de jogo, em Nanjing, na China. A equipe do treinador José Roberto Guimarães enfrentará a Itália na decisão. As italianas levaram a melhor sobre a China na outra semifinal também por 3 sets a 1 (18/25, 25/23, 25/22 e 27/25). As brasileiras são as atuais campeãs e lutam pelo 12º título da competição.

A final entre Brasil e Itália será realizada às 9h (Horário de Brasília) deste domingo (06.08) com transmissão ao vivo da TV Globo e do SporTV 2.

A oposta Tandara foi a maior pontuadora entre as brasileiras na vitória sobre a Sérvia, com 24 pontos. As ponteiras Drussyla e Natália, com 11 e 10 acertos, respectivamente, também pontuaram bem pelo time verde e amarelo. Apesar da derrota, a Sérvia teve a maior pontuadora do confronto, a oposta Boskovic, com 31 acertos.

O treinador José Roberto Guimarães fez uma análise da vitória sobre a Sérvia e falou da classificação para final.

“Tudo valeu muito a pena. Estávamos quase eliminados da competição, enfrentamos a Sérvia, que era uma das favoritas ao título, jogamos bem e conseguimos aplicar em quadra o que vínhamos treinando. Esse foi nosso melhor jogo taticamente no Grand Prix. A Sérvia tem um time excepcional e fico feliz de termos enfrentado elas novamente em um momento decisivo. Esse jogo serviu de aprendizado para nosso grupo e sabemos que ainda temos que treinar muito para evoluirmos”, disse José Roberto Guimarães, que ainda destacou a força do conjunto brasileiro.

“Jogamos como um time e isso foi o mais importante. As jogadoras que vieram do banco entraram muito bem e fizeram a parte delas. O grupo está de parabéns”, afirmou José Roberto Guimarães.

A ponteira Natália elogiou o foco do time verde e amarelo e mostrou confiança para a final deste domingo contra a Itália.

“Sabíamos que a Boskovic ia pontuar bastante. Depois do primeiro set conseguimos subir mais bolas na defesa e o bloqueio passou a tocar mais nas bolas. Esse foi um dos jogos que menos erramos no Grand Prix. Isso foi muito bom. Senti o time muito focado e tranquilo na partida. Amanhã temos que entrar com essa energia para a final contra a Itália. Estamos em um novo ciclo e esse time nunca tinha jogado junto. Tivemos altos e baixos na competição, mas sempre acreditamos muito no trabalho realizado e o resultado apareceu. Estamos em mais uma final de Grand Prix e vamos em busca desse título”, afirmou Natália.

O JOGO

A Sérvia começou melhor e fez 4/2. O Brasil cresceu de produção e empatou (5/5). O time verde e amarelo foi para o primeiro tempo técnico com um de vantagem (8/7). Se aproveitando dos erros da Sérvia, o Brasil abriu três pontos (11/8). Bem no bloqueio, a Sérvia virou o marcador (13/12). A oposta Boskovic se destacou e as europeias abriram três pontos (16/13). Com um boqueio simples da ponteira Natália, o Brasil encostou (18/17). As europeias voltaram a abrir no marcador e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo (21/18). A Sérvia segurou a vantagem até o final e venceu o primeiro set por 25/20.

O Brasil voltou para o segundo set com uma mudança. Entrou Adenízia e saiu Carol. A parcial começou equilibrada. As brasileiras tinham dois de vantagem no primeiro tempo técnico da parcial (8/6). A central Adenízia conseguiu um ponto de bloqueio e o Brasil fez 11/8. Neste momento, o técnico da Sérvia pediu tempo. O volume de jogo do time verde e amarelo funcionava e a vantagem no placar aumentou para quatro pontos (15/11). A Sérvia fez três pontos seguidos e encostou (15/14). Quando o Brasil abriu dois pontos (23/21), o treinador da Sérvia voltou a parar o jogo. A equipe verde e amarela segurou uma reação da Sérvia no final da parcial e venceu o segundo set por 25/23.

A Sérvia iniciou melhor o terceiro set e fez 5/3. Com dois pontos de saque da ponteira Drussyla, o Brasil virou o marcador (6/5). E foi numa sequência de saques da levantadora Roberta que o time verde e amarelo abriu três pontos (10/7). Jogando com inteligência e volume de jogo, o Brasil aumentou a vantagem no placar para cinco pontos (15/10). O Brasil dominou a parcial até o final e venceu o terceiro set por 25/14.

O Brasil continuou melhor no início da quarta parcial e fez 8/6. A parcial ficou disputada ponto a ponto. Com Drussyla bem no ataque, o time verde e amarelo abriu dois pontos (13/11). A  jovem ponteira conseguiu um ace e a diferença no placar subiu para três pontos (15/12). O Brasil segurou uma reação da Sérvia no final da parcial e venceu o set por 25/23 e o jogo por 3 sets a 1 carimbando o passaporte para a decisão. 

EQUIPES:

Brasil – Roberta, Tandara, Natália, Rosamaria, Carol e Bia. Líbero – Suelen 
Entraram – Amanda, Macris, Monique, Adenízia, Drussyla 
Técnico – José Roberto Guimarães

Sérvia – Zivkovic, Boskovic, Malesevic, Mihajlovic, Veljkovic e Rasic. Líbero - Blagojevic
Entraram – Busa, Antonijevic, Stevanovic, Milenkovic
Técnico – Tarzic

ÁRBITROS:

1º - Mokry.J. (SVK) 
2º - Rodriguez.S. (ESP)

GALERIA DE FOTOS:

http://worldgrandprix.2017.fivb.com/en/group1/schedule/7764-serbia-brazil/post#mediaGallery

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18) 
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25) 
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

2ª semana – Sendai (Japão)

14.07 – Brasil 3 x 0 Sérvia (26/24, 25/17 e 25/22) 
15.07 – Brasil 0 x 3 Tailândia (22/25, 21/25 e 27/29)
16.07 – Brasil 2 x 3 Japão (22/25, 24/26, 25/19, 25/20 e 15/17)   

3ª semana – Cuiabá (Brasil) 
Ginásio Aecim Tocantins 

20.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (28/26, 25/19 e 25/20) 
21.07 – Brasil 3 x 1 Holanda (25/17, 25/14, 18/25 e 25/19)
23.07 – Brasil 3 x 1 Estados Unidos (25/20, 25/13, 18/25 e 25/18)

 Fase Final – Nanjing (China) 

02.08 – Brasil 0 x 3 China (22/25, 17/25 e 27/29)
03.08 – Brasil 3 x 2 Holanda (25/27, 25/23, 22/25, 25/22 e 15/11)  

Semifinal 

05.08 – Brasil 3 x 1 Sérvia (20/25, 25/23, 25/14 e 25/23)

Final 

06.08 – Brasil x Itália, às 9h (Horário de Brasília) – TV Globo e SporTV 2

 O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais