Brasil é superado pela Tailândia

Publicado em: 15/07/2017 10:15

A seleção brasileira feminina de vôlei sofreu o segundo resultado negativo na edição 2017 do Grand Prix. Na madrugada deste sábado (15.07), o Brasil foi superado pela Tailândia por 3 sets a 0 (25/22, 25/21 e 29/27), em 1h24 de jogo, na Kamei Arena, em Sendai, no Japão. O time verde e amarelo e as tailandesas formam ao lado da Sérvia e do Japão, o grupo D da competição. As brasileiras somam três vitórias e duas derrotas.

O Brasil voltará à quadra à 1h15 (horário de Brasília) da madrugada deste domingo (16.07) para enfrentar o Japão. O SporTV 2 transmitirá ao vivo.

A equipe verde e amarela aparece em quarto lugar na classificação geral, com oito pontos. A Sérvia lidera, com 12, seguida pelos Estados Unidos, também com 12, mas com um pior saldo de sets, e a Holanda, com 10.

A atacante tailandesa Ajcharaporn foi a maior pontuadora do duelo, com 18 acertos. Pelo lado das brasileiras, a oposta Tandara foi quem mais marcou, com 15 pontos. 

O treinador José Roberto Guimarães lamentou a derrota, mas fez questão de parabenizar a Tailândia pela vitória sobre o Brasil.

“Parabéns a Tailândia que fez uma excelente partida. Nós cometemos muitos erros e perdemos a lucidez no jogo em função das combinações de ataque da Tailândia. Nosso saque não foi efetivo e só conseguimos quebrar o passe delas em alguns momentos. A levantadora delas (Tomkom Nootsara) é excepcional e jogando com a bola na mão imprimiu muita velocidade. Faltou atitude e lucidez para nosso time”, disse José Roberto Guimarães.

Entenda o Grand Prix

No Grand Prix, de sete a 23 de julho, as 12 principais seleções disputarão a fase de classificação. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de dois a seis de agosto, em Nanjing, na China.

No primeiro fim de semana da competição, o Brasil venceu a Bélgica e a Turquia, respectivamente, por 3 sets a 0 e 3 sets a 2 e foi superado pela Sérvia por 3 sets a 0. Na segunda semana, as brasileiras estrearam com vitória sobre a Sérvia por 3 sets a 0.  

O Brasil é o atual campeão do Grand Prix e luta pelo 12º título da competição.

O JOGO

A Tailândia começou melhor e fez 6/3. A equipe asiática segurou a vantagem no 1º tempo técnico (8/5). Bem no bloqueio e no saque, o Brasil encostou (8/7). O volume de jogo das asiáticas era eficiente e a Tailândia abriu quatro pontos (13/9). Numa boa sequência de saques da levantadora Roberta, o Brasil diminuiu a vantagem no placar para um ponto (17/16). Quando as tailandesas voltaram a abrir no marcador, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo (20/17). A paralização fez bem as brasileiras que empataram (21/21). A Tailândia foi melhor no final da primeira parcial e venceu o set por 25/22.

A Tailândia fez os quatro primeiros pontos da segunda parcial e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Quando o placar estava 6/0 para as tailandesas, o técnico brasileiro trocou as ponteiras. Entrou Drussyla e saiu Natália. A equipe verde e amarelo tinha dificuldade com a velocidade da Tailândia. Jogando com as centrais, o Brasil encostou (14/10). A Tailândia seguiu melhor no segundo tempo técnico da parcial (16/10). O Brasil voltou a diminuir a diferença no marcador (18/14) e foi a vez do treinador tailandês pedir tempo. Mesmo com a paralização, as brasileiras continuaram evoluindo no saque e no bloqueio e a diferença no placar caiu para dois (21/19). A Tailândia segurou a reação do Brasil e levou a melhor na segunda parcial por 25/21.

A terceira parcial começou equilibrada. Bem no bloqueio, a Tailândia abriu dois pontos (7/5). A central Carol cresceu de produção no boqueio e o time verde e amarelo foi para a primeira parada técnica em vantagem (8/7). Jogando com velocidade, as tailandesas abriram dois pontos (12/10). Bem no saque e no bloqueio, o Brasil empatou a parcial (14/14). Depois de uma disputa na rede, as tailandesas voltaram a abrir no marcador (17/15) e o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. A paralização fez bem as brasileiras que empataram (17/17). Quando o time verde e amarelo virou o marcador (19/18) foi a vez do técnico da equipe asiática pedir tempo. A parcial ficou disputada ponto a ponto. A Tailândia foi melhor nos momentos decisivos e venceu o terceiro set por 29/27 e o jogo por 3 sets a 0.

EQUIPES:

BRASIL – Roberta, Tandara, Rosamaria, Natália, Bia e Adenízia. Líbero: Gabi 
Entraram –Monique, Naiane, Amanda, Carol e Drussyla 
Técnico - José Roberto Guimarães

TAILÂNDIA –. Tomkom Nootsara, Ajcharaporn, Chatchu-On , Pimpichaya, Hattaya e Pleumjit.  Líbero: Pannoy
Entraram – Apinyapong, Tapaphaipun e Boonlert
Técnico – Sriwacharamaytakul

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18) 
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25) 
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)

2ª semana – Sendai (Japão)

14.07 – Brasil 3 x 0 Sérvia (26/24, 25/17 e 25/22) 
15.07 – Brasil 0 x 3 Tailândia (22/25, 21/25 e 27/29)
16.07 – Brasil x Japão, às 1h15 (horário de Brasília)   

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais