Com virada no quinto set, Brasil vence Turquia

Publicado em: 09/07/2017 20:09

A seleção brasileira feminina de vôlei conseguiu uma grande reação para conseguir a segunda vitória no Grand Prix. Neste domingo (09.07), a equipe do treinador José Roberto Guimarães venceu a Turquia, que contou com o apoio de 7000 apaixonados torcedores , por 3 sets a 2 (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13), em 2h32 de jogo, no Baskent Volleyball Hall, em Ancara, na Turquia. O time verde e amarelo reverteu um placar adverso de 12/9 na quinta parcial para sair de quadra com o resultado positivo.

Na classificação geral ao final da primeira semana de competição, o Brasil aparece na quinta colocação, com cinco pontos. A Sérvia lidera, com nove, seguida pelos Estados Unidos, com oito, pela Holanda, com sete e pela República Dominicana, com seis.

Na partida deste domingo destaque para a ponteira Rosamaria e para oposta Tandara, maiores pontuadoras do confronto, com 20 pontos cada. A ponteira Drussyla e a central Bia, com 13 cada, também pontuaram bem. Pelo lado da Turquia, a atacante Fatma foi a maior pontuadora, com 16 acertos.

A oposta Tandara fez uma análise da partida e elogiou a postura do grupo brasileiro no confronto contra a Turquia.

“Nesse jogo tivemos muitos altos e baixos, mas isso tudo vai servir para o nosso crescimento. Foi o primeiro tie-break desse grupo e gostei da nossa atitude em quadra. Brigamos em todos os momentos mesmo cometendo muitos erros. Esses dois pontos serão importantes na nossa busca pela classificação para fase final”, disse Tandara.

O treinador José Roberto Guimarães chamou a atenção para a boa participação das jogadoras que vieram do banco como a ponteira Drussyla e a central Adenízia.

“Alguns fundamentos deixaram a desejar. A nossa defesa precisa ajudar um pouco mais. Fizemos 19 pontos de bloqueio e o nosso passe foi melhor do que na partida contra a Sérvia. As jogadoras que vieram do banco ajudaram bastante e a recuperação que tivemos na partida também foi importante”, explicou José Roberto Guimarães.

O Brasil viajará na manhã desta segunda-feira (10.07) para Sendai, no Japão, onde vai disputar a segunda semana da competição e terá como adversários a Sérvia, o Japão e a Tailândia. O próximo jogo do time verde e amarelo será na sexta-feira (14.07), às 3h40 (horário de Brasília) contra a Sérvia.

Entenda o Grand Prix

No Grand Prix, de sete a 23 de julho, as 12 principais seleções disputarão a fase de classificação. A cada semana serão formados três grupos com quatro seleções em cada, definidas em sorteio. Ao fim da fase classificatória, as cinco equipes mais bem classificadas avançarão à Fase Final, que contará ainda com a China, país sede. A Fase Final acontecerá de dois a seis de agosto, em Nanjing, na China.

 O JOGO

O Brasil fez o primeiro ponto do jogo. A Turquia começou melhor e fez 6/2. Neste momento, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. Com Bia bem nas bolas de velocidade, o time verde e amarelo encostou (8/7). E foi numa boa sequência de saques da central Bia que as brasileiras viraram o marcador (13/10). A Turquia se aproveitou dos erros do time verde e amarelo e voltou a liderar o placar (17/15). A ponteira Rosamaria se destacou no saque e o Brasil deixou tudo igual no placar (22/22). Bia brilhou no bloqueio no final da parcial, mas a Turquia levou a melhor no primeiro set por 26/24.

A Turquia começou melhor o segundo set e fez 4/2. Bem no saque e no bloqueio, o Brasil virou o marcador (7/6). O set ficou disputado ponto a ponto. Quando o placar estava, 9/7 para as turcas, o treinador José Roberto Guimarães fez duas substituições. Entraram Adenízia e Drussyla e saíram, respectivamente Carol e Natália. O Brasil cresceu de produção e empatou (10/10). A ponteira Rosamaria conseguiu dois pontos de saque e o Brasil abriu três pontos (15/12). O bloqueio das brasileiras se destacava e o Brasil manteve a vantagem (19/16). O Brasil foi melhor até o final da parcial e levou a melhor no segundo set por 25/17.

A Turquia abriu dois de vantagem no início da terceira parcial (4/2). O Brasil cresceu de produção e a parcial ficou disputada ponto a ponto. Numa boa de segunda da levantadora Roberta, o Brasil foi para o primeiro tempo técnico da terceira parcial com um de vantagem (8/7). Com um ataque rápido da central Adenízia, o time verde e amarelo abriu quatro pontos (12/8). A Turquia cresceu de produção e encostou (14/13). O Brasil foi para o segundo tempo técnico com dois de vantagem (16/14). O time da casa fez três pontos seguidos e virou o marcador (17/16). Com Drussyla e Rosamaria bem no ataque, o time verde e amarelo abriu quatro pontos (22/18). A ponteira Drussyla brilhou no final da parcial e o Brasil venceu o terceiro set por 25/18.

O Brasil fez os dois primeiros pontos da quarta parcial. A Turquia virou o marcador e abriu quatro pontos (9/5). Com um ponto de saque da ponteira Drussyla, o Brasil encostou (11/9). As donas da casa voltaram a sacar com eficiência e abriram cinco pontos (16/11). Quando as turcas fizeram 18/12, o treinador José Roberto Guimarães pediu tempo. O Brasil cresceu de produção, diminuiu a vantagem no marcador para dois pontos (22/20), mas as turcas seguraram a vantagem e venceram o quarto set por 25/22.

Com um ace da levantadora Roberta, o Brasil fez o primeiro ponto do quinto set. A parcial começou equilibrada. Com um ponto de contra-ataque da oposta Tandara, o Brasil abriu dois pontos (5/3). A Turquia cresceu de produção e empatou (7/7). O set ficou disputado ponto a ponto. Depois de um longo rally, o Brasil virou o marcador (10/9). O árbitro voltou atrás na marcação e o placar ficou 10/9 para a Turquia que conseguiu mais dois pontos na sequência e fez 12/9. A oposta Tandara cresceu de produção, virou bolas importantes e com um ponto de saque selou a vitória do Brasil por 15/13 e o jogo por 3 sets a 2.

EQUIPES:

BRASIL – Roberta, Tandara, Rosamaria, Natália, Bia e Carol. Líbero: Suelen
Entraram – Amanda, Drussyla, Monique, Naiane, Adenízia
Técnico - José Roberto Guimarães

TURQUIA: Alikaya, Kubra, Uslupehlivan, Kalac, Meliha e Fatma. Líbero: Gizem 
Entraram – Seyma, Hande, Çagla, Meryem e Nur 
Técnico – Giovani Guidetti

ÁRBITROS:

1º - J. LIU (China)
2º - N. SOWAPARK (Tailândia)

Grand Prix

1ª semana – Ancara (Turquia)

07.07 – Brasil 3 x 0 Bélgica (25/22, 25/23 e 25/18) 
08.07 – Brasil 0 x 3 Sérvia (19/25, 20/25 e 19/25) 
09.07 – Brasil 3 x 2 Turquia (24/26, 25/17, 25/18, 22/25 e 15/13)   

O Banco do Brasil é o patrocinador oficial do voleibol brasileiro


Parceiros Oficiais